Análise técnica

Esta categoria, lista e explica todas as estratégias possíveis de se fazer ganhar dinheiro com opções binárias de forma segura, consistente e vantajosa sempre.

Para que servem as plataformas MT4 e MT5?

Muitas pessoas confundem as plataformas MT4 e MT5, e com razão.

É difícil encontrarmos no bom e ágil idioma português, um artigo, que seja de ao menos duas linhas, que explique a diferença entre ambas.

Eu explico no vídeo abaixo, que foi feito até para dar suporte a alguns alunos do Treinamento Completo para Traders,

TRADERTURBINADO.

Não que eu não explique lá esta diferença, mas, a questão é que a aula que as explica está bem adiante, em relação ao início

do Treinamento TRADERTURBINADO.

Mesmo assim, vou escrever aqui algumas linhas, para tentar esclarecer este dilema.

O Metatrader4, é a plataforma mais conhecida, desenvolvida pela Metaquotes, basicamente, para se operar com o Mercado Financeiro Externo (fora do Brasil). É apropriado para o Mercado de Forex (compra e venda de Moedas-euro e dólar por exemplo), mas não se limita a isto. Podemos comprar, commodities também, como Ouro, Prata, Petróleo, etc…se a corretora na qual tenhamos nossa conta, disponibilizar estes ativos.

A plataforma MT4, foi tão bem aceita pelo Mercado, pela possibilidade de se trabalhar com Indicadores de Análise Técnica e Gráfica, praticamente ilimitada. Além disto, a fantástica possibilidade de se configurar um EXPERT ADVISOR (sabe o que é isto? É um robô) a torna mesmo um fenômeno no mundo dos trades. Existem traders que não a usam, por exemplo, os que fazem Tape Reading, e aqueles que utilizam outras plataformas de análise gráfica.

E a plataforma MT5? Para que serve?

O MT5, basicamente serve para trabalharmos com o Mercado Local (no caso aqui no Brasil), e é disponibilizado por algumas Corretoras que Operam Ações, e outros ativos ou Derivativos na B3 (antiga BMFBovespa).

Quanto à aceitar indicadores, o MT5 também aceita, desde que o Indicador técnico criado ou baixado de sites na Internet, seja específico para o MT5.

DOWNLOADS MT5

MetaTrader 5 PARA Windows

IPHONE/IPAD

ANDROID

Mac OS

LINUX

WEB TRADING

Como eu disse antes, apesar de ter colocado os LINKS para Download do MT5, é importante que o Trader no Brasil, ou em seu país, verifique se sua corretora, disponibiliza diretamente a plataforma, pois fica mais fácil de se configurar.

DOWNLOAD MT4

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe este artigo com teus amigos, se você quiser, e achar que fez sentido e foi importante para você, por favor.

Até nosso próximo artigo de dicas

Dock Steiff

Trader Mentor/Coach de Enriquecimento Financeiro

Stock market traders and investing financial symbol with two businessmen representing the bear and bull markets and a graph on a black background.

3 Dicas importantes do porquê você precisa “ler” a mente do mercado

Legal…vamos entrar agora no ramo da telepatia!?

Não; não é nada disto.

Pode parecer um tema lúdico, infantil, mas não é. É o verdadeiro Santo Graal, que os grandes players procuram há muito tempo e não conseguem fazê-lo 100%. Seria como se pudéssemos adivinhar para onde o mercado, seja ele qual for, iria no segundo seguinte.

Mas, não estamos falando de exoterismo, paranormalidade, e nenhuma capacidade extraordinária que se possa encontrar numa pessoa, ou mesmo num robot trader.

Acontece que, tudo o que ocorre no mercado financeiro (bolsas de valores, forex, opções binárias), nos dá condições de se ter uma certa previsibilidade, com base em probabilidades. Jamais nos esqueçamos disto.

Eu somente vou colocar 3 elementos aqui, pois muitos outros existem, e poderão ser dissecados num momento oportuno. Mas digo com certeza, que se um iniciante no mercado financeiro conseguir entender a dinâmica destes elementos, ele estará basicamente lendo a mente do mercado.

  • OS CANDLESTICKS

Os candlesticks, são as figuras que compõem uma espécie de gráfico, já que temos o gráfico de linhas e o de barras. E, os candlesticks são o elemento mais importante, isoladamente e às vezes em conjunto um com outros, que irão nos indicar o que está acontecendo com o preço de um determinado ativo, naquele exato instante. Um candlestick, possui um ponto de abertura, um ponto de fechamento, um ponto máximo é um ponto mínimo dos preços deste ativo. Conforme um candlestick se forma e se fecha, não importa o período, como já disse antes, esta figura por si só, já estará nos revelando alguma coisa sobre a tendência daquele mercado em análise. Podemos ter informações relevantes numa só figura de candlestick, ou no conjunto de mais de duas também. Então, estudar o que significa cada figurinha, daquelas que muita gente gosta de colorir de cores exóticas, é muito mais importante do que ficar “pintando” um template, por assim dizer. Iremos estudar os candlesticks e seus padrões, mais aprofundadamente, oportunamente.

  • OS INDICADORES AUXILIARES (OSCILADORES)

Estes indicadores, aos quais eu chamo de auxiliares, são aqueles plotados numa janela separada da janela dos preços. Temos vários, e todos com a mesma finalidade basicamente, criado por autores diferentes há muito tempo.

Eu vou citar somente um, porque este tópico não é um estudo minucioso de CLASSES DE INDICADORES, e foge ao escopo, querer dissecar um por um; levaríamos dias aqui.

Conhecer os indicadores básicos da análise técnica, é basicamente uma obrigação par aquele que quer tornar-se um trader profisional, mesmo que pense que nunca irá precisar deles pois tem os “indicadores mágicos/personalizados” à sua disposição, que numa análise mais profunda, somente servem para enfeitar o gráfico.

Nós vamos tratar do Estocástico, ou Oscilador Estocástico.

Vejamos ele na figura abaixo.

Como ganhar dinheiro com opções binárias?

Não vou entrar em detalhes sobre as linhas %K e %D agora, pois isto será abordado no momento em que estivermos estudando-o em profundidade. Vamos nos ater ás retas de número 20 e 80, que é o que basta para inferirmos um possível comportamento do mercado dentro de um determinado período.

Quando as duas linhas, no caso acima, vermelha e verde estiverem “trafegando abaixo do nível 20, dizemos que o mercado está barato, ou sobre-vendido, e a qualquer momento, pode subir. A recíproca é verdadeira! Quando os preços estão trafegando acima do nível 80, dizemos que o ativo está sobre-comprado, ou caro demais, e pode cair. Para esta análise, não importa o período! E isto não é regra fechada. A máxima, que não devemos esquecer nunca, é que “o mercado nunca está tão caro, cujo preço não possa subir mais, e nunca está tão barato, cujo preço não possa cair mais, até o zero”.

Mas então para que serve o Estocástico? Isoladamente, tem utilidade reduzida; neste caso utilizamos ele, mais para trabalhar com as ondas do mercado. Seu vai e vem. Só que, tem situações que fazem com que o mercado vá e “não vem”! Por isto, temos que utilizar qualquer indicador que seja, em conjunto com outros que corroborem a condição.

  • VOLUME

Um dado muito importante para qualquer mercado, e plotado de muitas formas e indicadores diferentes, é o que diz respeito ao volume de dinheiro transacionado, volume de negociações, etc…mas sempre, volume.

Um mercado sem volume de negócios, é um mercado estagnado. É praticamente impossível de se trabalhar num mercado assim.

Quando temos um indicador de volume, mostrando que este está aumentando, e outros fatores corroborando a tendência que o preço do ativo está tomando com aquele aumento de volume, é quase certo, que aquela tendência se confirmará. Quase certo.

Olhem na imagem abaixo, que printei agora em meu metatrader; os preços subiram, o Macd permaneceu por um bom tempo acima de zero, mas vejam o que aconteceu com o volume reta verde vertical, quando o mercado mostrou sinais de que poderia haver uma reversão na subida. E olhem o resultado nos preços.

O que são opções binárias?

Isto é extraordinário, quando você consegue inserir em teu método de trader, e aprende a confiar neste método.

Estamos tecnicamente dentro da mente do mercado, quando vemos aquele barra verde enorme crescendo, o Macd caindo, e os preços mostrando fraqueza na ascendência.

Esta é a beleza da análise técnica em profundidade! E neste caso acima, eu estou em M1.

Por isto disse que não importa o time frame que se esteja operando.

  • CONCLUSÃO

Então, estas são somente três dicas, ou formas de como aprendemos a ler a mente do mercado para nos tornarmos melhores traders. Mas isto não é da noite para o dia, e demanda muito estudo! Muito estudo.

Se gostaram. compartilhem nas redes sociais! Em caso de dúvidas, estou à disposição.

Até o próximo artigo.

 

Dock.

PITADAS DE OPERAÇÕES

Temos certeza de que você já está cadastrado em uma de nossas corretoras, e já tem acesso à área exclusiva de nosso site com as melhores estratégias operacionais deste mercado, e já sabe operar.

Mesmo assim, vamos fazer nas próximas linhas, exercícios mentais de operações, montando em nossas mentes uma operação “fictícia” em detalhes.

Pode parecer muito lúdica esta prática, mas acreditem, esta é a lição de casa de todo Trader bem sucedido. Chamamos a isto de Programação Mental do trade.

thinkerthings-150x150É uma espécie de Programação Neurolinguística, onde nós deixamos nossa mente preparada para situações inusitadas e situações do dia a dia que podem ocorrer dentro de um dia de trabalho.

Se você não aceita esta ideia de Programação neurolinguística, não tem problema.

Vamos encarar então, este exercício, como uma programação de um dia de trabalho! Como fazemos em qualquer atividade de nossas vidas.

Uma vida sem planejamento, é uma vida que vai a matroca.

No nosso caso em particular, o de planejar uma operação de trade, isto é comum entre os profissionais mais bem sucedidos, como já o dissemos antes.

Vamos à prática.

O que fazer primeiro?

Bem. Se você não tem ideia ainda de que ativos operar, este é o seu primeiro passo.

A ESCOLHA DO ATIVO

Entre tantas corretoras existentes, temos mais de 400 ativos para operarmos, para início de conversa.

Eu vou operar com todos eles indiscriminadamente todo dia então?

É claro que não. A escolha do(s) ativo(s) que nós vamos operar, tem que seguir alguns critérios, ora objetivos e ora subjetivos.

Por exemplo: eu gosto do par EUR/USD e do par USD/JPY, para operações que são realizadas em momentos distintos dentro do dia de trabalho. O EUR/USD, é melhor de ser operado entre as 09:00 e 14:00 no Brasil. O par USD/JPY ou mesmo o EUR/JPY são mais interessantes após as 20:00.

Por quê?

Porque tem uma volatilidade mais útil! Seus movimentos são mais uniformes e direcionais. Estes são critérios objetivos.

carro-em-outoAgora, eu também gosto de operar Ouro, e não tenho um horário específico para este ativo; opero o Ouro, pois para mim ele simboliza riqueza, é desejado por todo mundo, é exótico, etc…assim como o petróleo! Me sinto um magnata comprando e vendendo petróleo. É claro que estes são exemplos, mas é assim mesmo que escolhemos um ativo quando analisamos sob o prisma subjetivo dos critérios estabelecidos.

De uma forma ou outra, o Trader terá que fazer esta escolha sempre. Isto é muito importante.how-to-trade1

Então, depois que nos identificamos com “nossos ativos”, teremos que identificar uma característica muito particular em cada um de nós, que é saber: eu sou um Swing Trader ou sou um Day Trader? Ou será que sou um Scalper?

Neste momento, não iremos nos deter muito nestas definições, para não fugir ao escopo do artigo. Mas, é importante que saibamos a diferença entre um e outro, e não é difícil de se encontrar estas definições pela internet e compreendê-las.

A propósito, estas definições, são definições do mercado financeiro, e não exclusivas do mercado de Opções Binárias.

Mas precisamos ter isto bem definidos para nós mesmo.

Então, já sei.

  • Sou um Day Trader, pois vou entrar e sair numa operação no mesmo dia.

Vou operar com o EUR/USD pois os horários úteis de operação, são mais adequados a mim.

  • Ah! Também já defini que vou operar com a modalidade de “opções digitais”! A aba comum a todas as corretoras; estarei operando num prazo acima de 5 minutos e até 30 minutos no máximo, para expirar a opção.
  • Ah! Estarei utilizando a janela temporal (time frame) M5!

Preciso analisar para saber se existe opção binária a ser operada, aberta com estes parâmetros na plataforma de minha corretora.

  • Constatei que existe. Então vamos lá operar.

Lembrem-se de que isto é um exercício mental!

Obviamente, que eu já estava com minha plataforma Metatrader4 aberta no ativo escolhido e usarei a janela temporal de 5 minutos, pois é a mais adequada para os prazos de expiração da opção (5 a 30 minutos), como já disse.

No Metatrader, constatei que o ativo depois de subir bastante nos momentos anteriores, encontrou resistência no nível 1,37322 e começou a cair; fico de olho para ver se ele irá vir para baixo da média móvel, o que significa que poderá iniciar um movimente descendente.

Clique na imagem para ampliar.

 

Meta1

Antes de chegar à média móvel, percebemos que os candlesticks de 5m começaram a fazer uma pequena congestão. Isto significa indecisão no mercado, e os preços poderão a qualquer momento, romperem para cima ou para baixo; quando os candlesticks abrem-se e fecham em um mesmo nível aproximado por mais de três figuras, estabelecemos este nível como importante. Podendo ser Suporte ou Resistência.

  • Traçamos no gráfico uma pequena reta vermelha, representando então este Suporte; olhem à extrema direita do gráfico.

Esperamos o que sucederá com a próxima vela, e decidimos que se ela abrir abaixo deste linha vermelha, teremos uma oportunidade de Put que poderá nos dar resultado positivo.

Na plataforma de operações da corretora, percebo que a opção está fechada, e somente abrirá novamente daqui a três minutos, com expiração de 15 em 15 minutos.

O que fazer?

  • Esperar. E assim que a opção para os próximos 15 minutos abrir, o que faço? Imediatamente estabeleço a quantia que será investida nesta operação (insiro na plataforma o valor de 15$ por exemplo); clico em PUT e fico somente esperando a próxima vela do Metatrader se abrir.

Pronto!  Abriu um candlestick um pouco acima do nível de Suporte traçado anteriormente.

Clique na imagem para ampliar

 

Meta2

Que faço?

  • Deixo os minutos correrem, e assim que os preços dentro desta vela passarem abaixo da linha vermelha do Suporte.
  • Aí, imediatamente dou o Start na operação (nível da seta verde), e fico aguardando os próximos 11 a 12 minutas que faltam para esta opção expirar.

Vejam a conclusão de nossa operação no gráfico abaixo; é importante notarem que, a média também se inclinou para baixo durante este período, embasando nossa operação como positiva.

Clique na imagem para ampliar.

Meta3

 

O círculo azul, mostra onde os preços estavam quando a opção expirou. Vencemos então esta operação de Put.

Este é um exemplo claro de uma operação de ROMPIMENTO DE SUPORTE ou RESISTÊNCIA, e um método de trader que mais lucro dá!

  • PASMEM! É MUITO SIMPLES!

Para chegarmos a este nível de análise mental de uma operação, é preciso muito estudo de análise técnica e treino! Não estou exagerando quando digo muito estudo. É necessário muito estudo mesmo, via de regra a leitura de uns três livros de análise técnica, e o estudo dos gráficos, quando o mercado está aberto, por meses.

 Além do quê, é necessário que se faça muitas Operações Simuladas.

Então até o próximo artigo, onde iremos continuar com nosso exercício mental em outras modalidades mais simples de se operar.

 

 

Gostamos de pensar que nos dois primeiros artigos, falamos o suficiente para apresentar as Opções Binárias e as particularidades de cada sistema de plataforma de operações.

No entanto, a despeito da grande importância do tema tratado, isto é apenas a ponta do iceberg, que é a quantidade de assuntos que compõem o cabedal de conhecimento sobre o mercado financeiro.

O conhecimento das matérias atinentes ao mercado financeiro, que servirá ao trader, quando estiver operando com Forex, Opções Binárias, bolsa de valores, etc. É deste conhecimento que falamos.

Dada a amplitude de toda esta matéria, é evidente que não iremos esgotá-la aqui neste artigo. Tentaremos nestas próximas linhas tratar especificamente sobre a utilização dos conceitos e princípios da análise técnica, por alguns chamada de análise gráfica, para as operações com as Opções Binárias.

Iremos minimamente ao menos, mostrar as situações do dia a dia, quando fazemos nossa análise nas plataformas gráficas; quando operamos propriamente dito com as plataformas e quando existe a necessidade de se sincronizar o início de uma operação de Call ou Put, com a oportunidade da mesma apresentada na plataforma gráfica (Metatrader, Netdania, etc.).

Seguindo Tendências

Nunca é demais acentuarmos a necessidade de se estar sempre observando qual é a tendência predominante num determinado ativo, e, num determinado período, para sabermos se iremos no momento apropriado “startar” uma operação de Call ou Put.

Isto é básico.

E não foi a toa, que surgiu a célebre frase  “A tendência é sua amiga”, quiçá numa época em que muitos que estão lendo este artigo, nem mesmo tinham nascido.

Quando nós nos propomos a efetuar uma operação em uma plataforma qualquer de Opções Binárias, é importante que se ressalte, que o mais importante nesta modalidade de operação financeira, não é a cotação estabelecida na plataforma, e sim a tendência que este ativo tomará naquele período escolhido entre o início da operação e a expiração da opção.

Na grande maioria das vezes, a cotação explicitada na plataforma é bem diferente da cotação real do ativo no mercado. Pasmem! Mas isto não é importante!

Por exemplo: nós encontramos na plataforma “A” o Ouro com um valor de cotação estipulado em 1.234, e no mercado real deste ativo, a cotação está em 1.690; isto para nós não irá fazer diferença.

Por quê?

Continue lendo acimaseta verde pequena

Porque nós negociamos tendência! O que importa é a tendência! Nunca se esqueçam disto.

Você estará olhando o Metatrader, e eles estará te dando a cotação real do mercado na maioria das vezes, o que será diferente da cotação da plataforma! O que importa é que a tendência esteja sendo obedecida. Nós iremos entrar numa operação de Put, porque o Metatrader está nos mostrando que aquele ativo, dentro daquele determinado período de tempo escolhido na plataforma de operações, está com tendência descendente!

Eu não gosto de utilizar este termo, mas nós iremos “apostar”, por exemplo, que aquele ativo estará abaixo do valor que estava quando iniciamos a operação, no momento que sua opção expirar.

E como nós “apostamos”? Com que fundamentos fazemos nossa “aposta?” Com os fundamentos da análise técnica feita sobre o Metatrader por exemplo.

Vejam a figura abaixo:

seta azul

Clique na imagem para ampliar

Como ganhar dinheiro com opções binárias?

 

Nós temos uma plataforma gráfica, nos mostrando o par de divisas EUR/USD numa clara tendência baixista, na janela temporal de 1 minuto.

O que fazer diante desta informação?

Supondo-se que nós estamos acompanhando esta tendência desde o início, iremos abrir nossa plataforma de operações numa ferramenta que nos possibilite operações de curto prazo (TURBO OPTIONBIT, 60 Segundos OPTIONFAIR, TRADERUSH ou Curto Prazo Empireoption,  por exemplo), e no dado momento em que os preços do ativo nos mostram que surgiu uma oportunidade, “startamos” a operação de Put.

OPTIONFAIR PLATFORM

Isto é seguir tendência.

Sempre devemos operar de acordo com a tendência.

 

COMO OPERAR COM OPÇÕES BINÁRIAS, parte 4. 

Forex-corretora-300x191Como já havíamos dito no artigo anterior, teríamos que prosseguir com mais de um artigo para tratarmos do assunto ” operar com Opções Binárias”.

Vejam bem.

Não é difícil encontrarmos nos canais de vídeos do youtube, um ou outro “espertalhão”, querendo passar a ideia de facilidade extrema nas operações com Opções Binárias, com o intuito exclusivo de atraí-los para seus programas de afiliados malfadados.

Ledo engano, e pobre de quem inadvertidamente cai nesta falácia.

Se uma pessoa já tem um certo conhecimento sobre mercado financeiro, e análise técnica, ao assistir a um vídeo destes, rapidamente vai perceber que não passa de uma tentativa enganosa; também rapidamente perceberá que sem o conhecimento de análise técnica necessário, não é possível que se tenha sucesso operando Opções Binárias.

Por isto, estamos fazendo questão de vir trabalhando este tema calmamente, e partindo de princípios básicos que irão acompanhar o trader em toda sua vida profissional como tal.

Daqui por diante, estaremos de uma maneira bem paulatina, entrando no aspecto prático das operações com as Opções Binárias. Vamos falar um pouco das plataformas, de algumas modalidades de operações, e também de alguns setups onde utilizamos a análise técnica como a principal ferramenta.

UMA PLATAFORMA DE OPERAÇÕES

Hoje, podemos dizer que existem “n” corretoras de Opções Binárias; umas que disponibilizam exclusivamente as plataformas de operação com Opções Binárias, e outras que, apesar de serem corretoras de Forex, também possuem participação no mercado das Opções Binárias, através de empresas subsidiárias sob seu controle.

O mercado é imenso e lucrativo; veio para ficar, e todo mundo já percebeu isto.

Existem corretoras honestas, e existem corretoras embusteiras.

E como vamos separar o “joio” do trigo?

Podemos dizer que isto não é tarefa fácil, mas a cada dia que passa fica menos difícil, devido à vários sites monitores que surgem, avisando sobre esta ou aquela corretora que se dispôs a começar a dar golpes no mercado(felizmente, as embusteiras são poucas).

Além destes sites monitores, temos os fóruns especializados, que publicam as reclamações dos investidores que, por um motivo ou outro sentiram-se lesados por tal ou qual corretora. Devemos ter o discernimento no entanto, para sabermos o que é acusação leviana, e o que pode ter um fundo forte de veracidade.

Mas, a questão objeto do tema, agora não é esta.

Falando das plataformas, iremos encontrar no mercado, não mais do que três sistemas gerenciadores de plataformas de Opções Binárias, dos quais dois são os mais importantes; SPOTOPTION e TRADOLÓGIC, além de já existirem sistemas especializados diferentes destes principais.

Mas por que estamos falando de sistemas gerenciadores de plataformas?

Justamente porque, uma plataforma que é gerenciada por um sistema TRADOLÓGIC tem características especiais que a diferenciam bastante de outra que é gerenciada pelo sistema SPOTOPTION; isto é notório em algumas abas especiais que uma plataforma possua e a outra não.

Mas na essência, nas modalidades de operação tradicionais, todas as plataformas estão contempladas com esta aba de comando.

Vamos inicialmente então, falar das operações com as Opções Binárias, nesta aba mais comum, que praticamente existe em todas as plataformas de todas as corretoras do mercado.

Na realidade, nós não gostaríamos que este artigo ficasse muito extenso.

Mas, como já queremos dar início à parte prática das operações propriamente dita, vamos nos estender um pouco, mas teremos, é claro que continuar o assunto em mais artigos vindouros.

Se nós olharmos nesta imagem acima atentamente, iremos perceber claramente a aba com o nome BINARY OPTION, que nada mais é, do que a aba Opções Binárias, Digital, Binárias, etc.

Esta é a aba mais comum para se operar, e como já dissemos acima, presente em toda plataforma de qualquer corretora de Opções Binárias.

Nesta aba, iremos encontrar o “drop down” com a relação de ativos a serem operados num determinado momento, percentual de pagamento, botões de comando, entre outros recursos. Isto já falamos no artigo anterior, e entendemos que o mais correto a ser feito, é o leitor abrir a sua plataforma na corretora que tenha feito cadastro e começar a explorar esta aba inicialmente, para conhecer suas possibilidades.

Então, vamos operar.

Quando estamos querendo abrir uma operação com um ativo qualquer, um dado de fundamental importância, é que a Opção Binária pretendida e já escolhida na plataforma, nos apresentará basicamente três marcos temporais importantíssimos.

O primeiro marco temporal, é o minuto exato de seu início de vigência; por exemplo, iremos operar uma Opção Binária com 30 minutos de “vida”. Então temos o momento de partida destes 30 minutos. Via de regra, este marco pode até ser um pouco negligenciado em alguns minutos.

O segundo marco temporal, é o exato momento em que não existe mais a possibilidade de se abrir uma operação naquela Opção Binária.

Por exemplo; digamos que numa Opção Binária de 30 minutos, a partir do momento em que ela “nasceu”, nós temos 20 minutos para nos decidirmos se vamos ou não abrir aquela operação. Depois de 20 minutos, a oportunidade de abrirmos aquela operação, para aquele vencimento pré-determinado, se extingue.

O terceiro marco, nada mais é do que o exato momento da “morte” desta Opção Binária; é quando ela se extingue, quando então iremos saber se vencemos ou perdemos a operação aberta.

É muito importante que o trader visualize estes momentos antes de entrar numa operação, pois é com base neles que irá fazer seu sincronismo com a tendência dos preços daquele ativo, tendência esta apresentada na plataforma gráfica (Metatrader, Netdania, etc), assunto que iremos falar com detalhes no próximo artigo.

Veja o gráfico abaixo, quando temos um ativo qualquer em tendência. Iremos explicar no próximo artigo, como nos beneficiarmos destas tendências no momento de abrirmos uma operação com as Opções Binárias.

COMO OPERAR COM OPÇÕES BINÁRIAS – parte 3.

CLIQUE NA IMAGEM PARA EXPANDIR

 COMO GANHAR DINHEIRO COM OPÇÕES BINÁRIAS?